0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

 

Você já assistiu alguma palestra e se sentiu angustiado por não entender o que o palestrante falava?

Eu já assisti algumas e na maiorias das vezes aprendi pouco. Infelizmente, essas situações são frequentes e, convenhamos,  é fácil  observar quando você é o ouvinte. Agora, e quando você é a figura que apresenta?

Quando você é o apresentador as pernas tremem, o branco na cabeça aparece, as palavras somem num passe de mágica e a vontade de sair correndo é enorme.  Continue lendo este artigo, pois hoje você vai aprender como estruturar uma apresentação. Esta ferramenta vai mudar a sua vida e nunca mais você vai promover o sono e nem falta de entendimento nas suas apresentações.

Estrutura da apresentação

Estrutura da apresentação

Estrutura da apresentação

Como tudo na vida a apresentação também tem começo, meio e fim. Olhe e veja como a estrutura á bem simples:

  1. Introdução
  2. Preparação
    • Proposição
    • Narração
    • Divisão
  3. Assunto Central
    • Confirmação
    • Refutação
  4. Conclusão
    • Recapitulação
    • Epílogo

Introdução

O objetivo da introdução é conquistar os ouvintes que recebem a mensagem. É essencial na introdução cumprimentar a platéia,  falar alguma citação, contar um fato bem humorado, motivar  e causar impacto.

Após a introdução é necessário facilitar o entendimento do ouvinte. Essa é a responsabilidade da preparação e pode ser dividida em: proposição, narração é divisão.

A proposição serve para você informar sobre qual assunto você quer discorrer. Geralmente, é uma frase que retrata o tema. Por exemplo: "Hoje vamos falar sobre a economia brasileira".

Narração

narração é usada para auxiliar o desenvolvimento do assunto que você apresentará.  Por exemplo, se você vai falar sobre medicamento que combate o ebola, a narração pode ser o histórico de como e onde surgiu a doença.  Se você vai falar da saúde a narração pode ser os problemas enfrentados pela população que não tem saneamento básico.  Geralmente três tipos de narração são usados: histórico, levantamento de problemas e solução de problemas.

A divisão é um elemento opcional que informa quais segmentos serão tratados no assuntos.  Se você vai falar sobre projetos novo a divisão do assunto pode ser: cronograma, funcionalidades, entregas e eventos financeiros. Ele facilita a compreensão do ouvinte.

Assunto central

No assunto central  o foco é falar sobre o tema proposto. Este elemento está dividido em confirmação e refutação.

Na confirmação o palestrante desenvolverá sua linha de raciocínio utilizando os argumentos necessários para persuadir e convencer  a plateia.

O elemento refutação é necessário para contrapor possíveis objeções. Neste ponto o palestrante tem que usar todos os argumentos possíveis afim de derrubar opiniões que venham de alguma forma atingir o conteúdo exposto. Sendo assim, é imprescindível conhecer possíveis criticas e criar uma defesa usando estatísticas, testemunhos, documentos  e exemplos históricos.

Conclusão

Já a conclusão pode ser dividida em duas partes: recapitulação e epílogo.

A recapitulação é um resumo de tudo que foi dito na apresentação e tem o objetivo de fixar na mente das pessoas o conteúdo apresentado.  Já o epilogo é o fechamento da apresentação e, é o momento de usar a emoção e  levantar a platéia com uma citação, frase de impacto ou com um texto arrebatador.

Exercite estruturando suas apresentações.  Persista até se sentir satisfeito. Como diz o provérbio chines: "A persistência realiza o impossível".

A persistência realiza o impossível.

A persistência realiza o impossível.

Por hoje é só pessoal. Esse artigo teve como fonte de pequisa o livro: "É assim que se fala", do professor Reinaldo Polito.   Professor espetacular que ensina com maestria. Assista com o professor dicas de como falar bem.

Se você gostou do artigo compartilhe. Além disso, deixe sua opinião é ela é fundamental para o crescimento do blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×